[ fechar ]
De Bob Dylan a Bob Marley - um samba-provocação
Gilberto Gil

Quando Bob Dylan se tornou cristão
Fez um disco de reggae por compensação
Abandonava o povo de Israel
E a ele retornava pela contramão

Quando os povos d'África chegaram aqui
Não tinham liberdade de religião
Adotaram Senhor do Bonfim:
Tanto resistência, quanto rendição

Quando, hoje, alguns preferem condenar
O sincretismo e a miscigenação
Parece que o fazem por ignorar
Os modos caprichosos da paixão

Paixão, que habita o coração da natureza-mãe
E que desloca a história em suas mutações
Que explica o fato da Branca de Neve amar
Não a um, mas a todos os sete anões

Eu cá me ponho a meditar
Pela mania da compreensão
Ainda hoje andei tentando decifrar
Algo que li que estava escrito numa pichação
Que agora eu resolvi cantar
Neste samba em forma de refrão:

"Bob Marley morreu
Porque além de negro era judeu
Michael Jackson ainda resiste
Porque além de branco ficou triste"


BRWMB9900464
© Gege Edicoes / Preta Music (EUA & Canada)



Ficha técnica da faixa:
voz - Gilberto Gil
trombone - Serginho Trombone
bateria - Jorginho Gomes
cavaco - Alceu Maia
baixo - Didi Gomes
surdo, ganzá e tamborim - Baiano
tamborim - Zezinho Trambique
pandeiro, caixa e tamborim - Paulinho Da Aba
coro - Dinorah, Zelia, Marlene (as gatas), Raul Moreno
coro - Ari Bispo, Stenio Barcellos e Genaro

Outras gravações:
"Carla visita Gilberto Gil", Carla Visi, MZA
"O eterno Deus mu dança", Gilberto Gil, Warner Music 1989
"The eternal god of change", Gilberto Gil, Warner Music 2002
"The very best of Gilberto Gil the soul of Brazil", Gilberto Gil, Warner Music 2005