[ fechar ]
É
Gilberto Gil

A violência, a injustiça, a traição
Ainda podem perturbar meu coração
Mas já não podem abalar a minha fé
É
Pois eu sou e Deus é
E disso é que resulta toda a criação
É
É

A fome, o verme, a brutalidade boçal
Ainda causam mil tragédias por aí
O sonho de evitá-las é justo sonhar
É
Sonhar é natural
Mas é preciso menos falar, mais agir
É
É

A impotência, o medo, a perda da razão
Ainda podem ser fantasmas para mim
Pra mim, pessoa: corpo, sensação, pensar
É
Não pra mim como ser
Que não tive começo e nunca terei fim
É
É


68522329
© Gege Edições / Preta Music (EUA & Canada)



Ficha técnica da faixa:
voz e violão - Gilberto Gil
guitarra - Perinho Santana
baixo - Rubens Sabino (Rubão)
bateria - Paulinho Braga
percussão - Djalma
teclado - Cidinho
backing vocals - Lucinha Turbull

Outras gravações:
"Sandra de Sá", Sandra de Sá, RGE