Música para ver e ouvir

Aina Pinto

Série Dose Dupla traz CD e DVD numa só embalagem. Títulos incluem rock, sertanejo, pop, MPB. Gil e Daniel têm, cada um, três trabalhos

O mérito da coletânea Dose Dupla, recém-lançada pela EMI, é basicamente o preço. São 21 títulos de CD + DVD do respectivo show dos mais variados gêneros. Vão de Kelly Key a Família Caymmi; de Daniel a O Rappa; de Rick e Renner a Raimundos. Cada um deles sai entre R$ 30 e R$ 45 nas grandes lojas. Na ponta do lápis, é como se o CD viesse de brinde.

O projeto da série preserva as informações dos CDs originais, com encartes e ilustrações. Já as informações dos DVDs ficam restritas à ficha técnica de cada um.

Sucessos

Não há grandes raridades. A maioria dos títulos ainda se encontra no mercado. Muito menos se trata de trabalhos obscuros de alguns cantores. Ao contrário, em geral são álbuns que fizeram sucesso. Maria Rita, por exemplo, está na coletânea com seu primeiro CD e seu primeiro DVD. Lançados em 2003, eles já venderam 700 mil e 200 mil, respectivamente. Os Titãs aparecem logo com o Acústico MTV (1997), o trabalho mais vendido da banda, com mais de um milhão de cópias. O disco consecutivo, Volume 2 (1998), também está na coletânea.

Os nomes que mais aparecem são de Gilberto Gil e Daniel, cada um deles com três trabalhos. Os de Gil são Unplugged (1994), Kaya nGan Daya (2002) e Eletracústico (2004). Os de Daniel trazem dois da carreira solo e um dos tempos em que formava dupla com João Paulo e lançado depois da morte do cantor. O Tambores de Minas (1998), de Milton Nascimento, e Para Caymmi 90 anos (2004) talvez sejam os mais bonitos e menos badalados pelo grande público. Os CDs são ótimos e os DVDs, muito bem cuidados.



in Diário de São Paulo, 08.06.2005
2536 registros:  |< < 241 242 243 244 245 246 247 248 > >| 
 
2009 © Gege Produções Artísticas Refazenda fez