REFAVELA 40 com Gil, Céu, Moreno e Maíra Freitas, em setembro

“Refavela é um disco lindo, sempre imaginei a sua transposição para o palco. Não era nascido quando meu pai rodou com esse show pelo Brasil e resolvi juntar os amigos a fim de recriar o repertório e a força dessa obra que mexe com todos nós”, conta Bem Gil, idealizador, diretor artístico e musical do projeto que comemora a trajetória do disco considerado um dos mais emblemáticos e também o mais africano da carreira de Gil, todo ele inspirado pela ida à Nigéria, no mesmo ano.

Refavela 40 leva para o palco da Concha Acústica do Teatro Castro Alves no dia 23 de setembro, as vozes de Gilberto Gil, Céu, Maíra Freitas e Moreno Veloso, na companhia dos músicos Bem Gil (guitarra), Bruno Di Lullo (baixo), Domenico Lancellotti e Thomas Harres (bateria e percussão), Thiagô de Oliveira e Mateus Aleluia (sopros), Nara Gil e Ana Cláudia Lomelino (vocais). Ainda há ingressos disponíveis.

Com shows marcados na Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul o show é uma realização da Xirê Eventos, com produção local assinada por Ivanna Soutto|Produção de Conteúdo e apoio cultural do Sheraton Bahia Hotel, Nova Brasil FM, Mito Culture Club e Santa Emília empreendimentos.

“A ideia de reunir novamente as canções de Refavela em um show surgiu mais da vontade coletiva em mergulhar nesse repertório do que de qualquer outra coisa”, esclarece Bem Gil. “O conteúdo poético e filosófico do disco, através de suas letras, se mantém atual, e isso por si só já seria o suficiente para que o trabalho de 77 fosse visitado por nós e revisitado pelo próprio Gil, mas o que nos move nesse caso é a música ali existente, a beleza e a riqueza da guitarra de Perinho, do baixo de Rubão, das baterias de Paulinho, Chiquinho e Robertinho, enfim, da inspiração de todos os criadores dessa obra fundamental na formação de cada integrante do Refavela40”.

“Gil voltou da África inspirado. Fez seu caminho de volta ao Brasil com esse disco lindo: Refavela. Como uma segunda volta, um reencontro, o reconhecimento sonoro imediato, uma visão pessoal interna e musical da sua origem brasileira com tudo o que ela é, aumentada pela lente da realidade Nigeriana. O resultado dessa viagem é ricamente estampado no som, nos arranjos, nas composições e nas escolhas de Refavela. Eu adoro e sempre adorei!”, festeja Moreno Veloso.

“A Céu, o Moreno e a Maíra compartilham desse gosto profundo pelo Refavela, assim como todos os músicos escolhidos para o show que celebra os 40 anos de lançamento do disco. Aliás, esse foi o principal critério utilizado por mim na hora de montar o grupo, mais do que uma recruta baseada em estilo ou técnica (que o repertório pudesse sugerir como exigência), quis estar perto dos amigos músicos que se divertirão tanto quanto eu durante todo o processo de realização desse trabalho, desde os estudos até o palco”, completa Bem Gil.



in Bahia Já, 29.08.2017
2667 registros:  |< < 3 4 5 6 7 8 9 10 > >| 
 
2009 © Gege Produções Artísticas Refazenda fez