Disco inédito, caixa com 6 CD’s duplos e o relançamento de um vinil de Gilberto Gil

Gilberto Gil está cheio de motivos para comemorar. Recentemente a Polysom divulgou a reedição do vinil Refavela (1977) em 180 gramas, para celebrar os 40 anos de seu lançamento. O álbum é o segundo da trilogia Re, que tem também Refazenda (1975) e Realce (1979). Além disso, seu filho Ben Gil organizou uma série de shows em celebração às quatro décadas no projeto Refavela 40 que já passou pelo Rio de Janeiro e São Paulo e ainda irá para Salvador (23/09), Belo Horizonte (29/09) e Porto Alegre (10/12).

Outra novidade é o lançamento de uma caixa com 3 Cd’s duplos contendo gravações inéditas de apresentações do baiano no início dos anos 70. O primeiro disco é do show Back In Bahia (1972), que marcou sua volta ao Brasil após três anos de exílio em Londres. Umeboshi (1973) é o segundo, que registra gravações de sua temporada intimista no Teatro Opinião, no Rio de Janeiro. Já o terceiro, USP (1973) traz a apresentação histórica que aconteceu na universidade em maio daquele ano. Foram shows marcantes em que ele apresentou algumas músicas pela primeira vez, na época as faixas não tinham um tempo tão determinado pelas lógicas de mercado e os shows chegavam a durar até 4 horas.

Gil também está preparando a chegada de um novo disco com 13 canções inéditas para o início de 2018. Há músicas em homenagem ao neto Sereno, à bisneta Sol de Maria, e aos médicos que o acompanharam durante tratamento para insuficiência renal. Será o primeiro álbum com faixas novas desde de Fé na Festa (2010).



twitter
in Noize, 14.09.2017
 
2727 registros:  |< < 1 2 3 4 5 6 7 8 > >|