‘TRINCA DE ASES’ – Show reúne trio em RP

O show “Trinca de ases”, que reúne Gal Costa, Gilberto Gil e Nando Reis, estreou em São Paulo no início de agosto e nes­ta semana, às vésperas do Natal, chegará a Ribeirão Preto. Além de estarem os três o tempo inteiro no palco, em todas as formações vo­cais possíveis (trios, duetos e solos), o trio levará ao palco do Centro de Eventos do RibeirãoShopping mais dois músicos de primeira linha: o baixista pernambucano Magno Brito, integrante da banda Sinara, e o percussionista baia­no Kainan do Jêjê, que trabalha com Ivete Sangalo.

O show será na próxima quarta-feira, 20 de dezembro, a partir das 21 horas. Os ingres­sos estão à venda no site www.ingressorapido.com.br (Ingresso Rápido) ou na bilheteria do Cen­tro de Eventos. Custam R$ 280 (setor Premium, a meia-entrada sai por R$ 140), R$ 440 (setor Pre­mium Extra, meia a R$ 220), R$ 480 (Vip A), R$ 380 (Vip B), R$ 570 (Vip Extra) e R$ 630 (Vip Especial), mas estão sujeitos à alteração. Nos setores “Vip”, menores não entram mesmo acompanhados, pois funcionam no sistema “open bar” (com be­bida alcoólica). Também não há meia-entrada para estas áreas.

Já nos setores Premium quem não tem 18 anos está liberado, des­de que acompanhando por um responsável. O Centro de Eventos do RibeirãoShopping fica na ave­nida Coronel Fernando Ferreira Leite nº 1.540, Jardim Califórnia, Zona Sul. O telefone para mais informações é (16) 3620-2266.O local tem capacidade para rece­ber 1.830 pessoas.

A meia-entrada é válida para estudantes e professores de escolas públicas e particulares (median­te apresentação de documento comprobatório como carteirinha da instituição, boleto de mensali­dade ou holerite), aposentados (com documento específico), idosos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG) e cadeirante e com um acompa­nhante (apenas um) com a com­provação do benefício.

A moça, o rapaz maduro ca­lejado pela idade e o menino im­petuoso e viril. Gal Costa, Gilberto Gil e Nando Reis são apresentados assim em “Trinca de ases”, músi­ca inédita do baiano que batiza o show. “Três mosqueteiros, três pa­tetas, três poetas da canção”, como descritos em outro verso da can­ção, juntos para celebrar a história de cada um, como elas se cruzam e o novo que brota do encontro.

A reunião foi realizada pela primeira vez no ano passado, em Brasília, em homenagem ao centenário de Ulysses Guimarães – idealizada pelo jornalista Jorge Bastos Moreno. Naquela noite de caráter especial, realizada quase sem ensaio, mostrou-se a potência da união: o diálogo dos violões de Gil e Nando, a voz de Gal revendo as canções do amigo baiano e re­velando outras cores da estranheza pop do paulistano e sua “música ruiva”, que ela nunca tinha canta­do. Agora, esta potência aparece lapidada – e ampliada.

Ao longo da travessia, canções entraram na barca — até mesmo na última hora. Por sugestão do produtor Marcus Preto, Gal se apoderou de “Meu amigo, meu herói”, de Gil, sucesso na voz de Zizi Possi. A pedido de Gal, foram incluídas as canções “Retiros es­pirituais”, também de Gil, e “La­tely”, de Stevie Wonder, que Nan­do começa cantando em inglês e ela segue em português, na ver­são de Ronaldo Bastos (“Nada mais”, hit de Gal nos anos 1980). O repertório traz ainda três iné­ditas: “Trinca de ases” (de Gil), “Dupla de ás” (de Nando Reis) e “Tocarte”, letra de Gil e que rece­beu música de Nando.



twitter
in Tribuna Ribeirão, 18.12.2017
 
2953 registros:  |< < 4 5 6 7 8 9 10 11 > >|