Gilberto Gil OK OK OK no Teatro Castro Alves

Dias 08 e 09 de fevereiro tem show do Gilberto Gil no Teatro Castro Alves.

Gilberto Gil tem o dom de incorporar todos os aspectos do cotidiano à sua obra. Do convívio familiar aos movimentos políticos, sociais ou culturais que permeiam o seu tempo, tudo é inspiração para uma nova canção, uma nova ideia melódica, um movimento harmônico engenhoso.

Gil já cantou o cancioneiro nordestino, que mora na infância em Ituaçu, e na admiração imortal por Luiz Gonzaga. Já cantou o avanço tecnológico e seus impactos na aventura humana. Já imergiu nas profundezas do ser e celebrou a festa e a fé. Das guitarras elétricas tropicalistas ao violão intimista, a integridade e o compromisso com a deusa música é inabalável. Gil não tem medo da morte e nem medo da vida. Assim, inaugura uma nova fase em sua carreira: O primeiro álbum da velhice.

OK OK OK traz a família, os encontros do núcleo íntimo de amizades, a doença que experimentou e aqueles que o ajudaram a passar por ela. Ao mesmo tempo, questiona a necessidade de posicionamento que lhe é exigida pela sociedade. Os arranjos amplificam sua icônica interpretação em voz e violão. A produção musical do filho Bem e a participação de amigos e familiares sobressai o aspecto íntimo da obra.

Acompanhado de metais, backing vocal, teclados, guitarras e percussões, Gilberto Gil propõe ao público interpretações do universo particular de OK OK OK aliado a um repertório de sucessos que já são parte da vida e história do Brasil. A velhice não é um obstáculo à vitalidade em sua performance, mas sim uma nuance nas infinitas camadas de um artista que segue experimentando em qualquer circunstância.



twitter
in Trilha Cultural, 23.01.2019
 
3112 registros:  |< < 4 5 6 7 8 9 10 11 > >|