Gilberto Gil chega aos 77 anos com turnê na Europa e dança do Grupo Corpo

Com fôlego renovado, o cantor e compositor Gilberto Gil completa 77 anos nesta quarta (26) com uma agenda movimentada de trabalho que inclui turnê na Europa e música para o novo espetáculo do Grupo Corpo, renomada companhia de dança belo-horizontina, que leva seu nome: "Gil".

Sobre o aniversário, Gil fez a seguinte declaração:

"Quanto mais aprendo, menos sei. Tenho que me comprazer com a alternância natural entre o conforto do silêncio e do sono e o cansaço da vigília e da espera. A cada dia, uma agonia. A cada noite, um sonho. Me dá medo tudo que, ainda por vir, possa vir a me assustar. Passa uma hora que chora, passa um dia de alegria; passa um fragmento imenso de um momento congelado que não passa de um fiapo de tempo preso ao passado, que não passa de um fio de cabelo embaraçado no agora, já enrolado no logo mais sem cabeça. Hoje em dia, o que me dá alegria é tocar violão e não ter alergia."

Após passar pelo susto de uma grave doença renal, já superada, o músico não para. Gil apresentou seu intimista show "OK OK OK" no Tom Brasil, em São Paulo, no último sábado (22), para uma plateia ávida por ouvi-lo com toda a atenção do mundo.

Rodeado por parte da família no palco — os filho Nara Gil, Bem Gil e José Gil integram a banda —, ele cantou inéditas como "Uma Coisa Bonitinha" — parceria com João Donato — e "Sereno", feita para seu neto, além de clássicos de sua obra como "Se Eu Quiser Falar com Deus".

No disco de inéditas "OK OK OK", conta em forma de canções seu tratamento e sua recuperação de saúde, mas de forma poética e alegre — com direito a canção-jingle para seu médico, Dr. Roberto Kalil, presente no show de sábado —. Mas também apresenta uma decepcionada visão sobre o Brasil de hoje na canção-título.

Na semana passada, Gil esteve na capital mineira para acertar os detalhes finais de sua parceria no mundo da dança. O baiano será tema do novo espetáculo da mais importante companhia coreográfica do país: o Grupo Corpo prepara em Belo Horizonte seu novo espetáculo, "Gil", que trará a obra musical do baiano em coreografias de Rodrigo Pederneiras.

A estreia de "Gil" está marcada para 8 de agosto, no Teatro Alfa, em São Paulo, onde a montagem pode ser vista até 18 de agosto. Depois, a obra segue para o Palácio das Artes, em Belo Horizonte, onde será apresentada de 27 de agosto a 1º de setembro. No Rio, a temporada é de 10 a 15 de setembro no Theatro Municipal. Por fim, "Gil" aporta em Porto Alegre de 2 a 3 de novembro no Teatro do Sesi.

No momento, o músico e sua banda se preparam para a turnê europeia de "OK OK OK", que começa em 5 de julho, quando se apresenta em Viena, na Áustria. Depois, no dia 7, é a vez de Londres, e de Barcelona, no dia 8. Em 10 de julho, Gil chega a Copenhagen, na Dinamarca, seguindo para Rotterdam, na Holanda, no dia 12; Berlim, na Alemanha, no dia 14; Vigo, na Espanha, no dia 16; e Lisboa, em Portugal, no dia 19.

Depois, a turnê segue para Munique, na Alemanha, no dia 22 de julho; Antuérpia, na Bélgica, dia 24, Barcelonnett, na França, dia 26; Vence, na França, dia 27; e Saint Moritz, na Suíça, dia 30.

Em agosto, toca em Verbier, na Suíça, no dia 1º, seguindo para Paimpol, França, dia 3; Marciac, na França, dia 5; Karlsruhe, na Alemanha, dia 7; Hamburgo, Alemanha; dia 11; e encerrando a megaturnê europeia dia 13 de agosto no Oslo Jazz Festival, na Noruega.

Pelo jeito, Gil, aos 77 anos, está com fôlego de um menino. Que assim permaneça.



twitter
in UOL, 26.06.2019
 
3102 registros:  |< < 1 2 3 4 5 6 7 8 > >|