Os Doces Bárbaros

Não é de hoje que os doces bárbaros Gal Costa, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Caetano Veloso costumam ser bem sucedidos em seus projetos, mas 2004 foi um ano especial para os quatro baianos. Gal Costa percorreu o país e a América Latina com o show Todas as coisas e eu, sucesso de crítca e de público. Ela também assinou um contrato com a gravadora Trama para o lançamento de dois CDs em 2005. Gal também acabou de gravar com o grupo Nação Zumbi a música Barato Total para a trilha sonora do filme Meu Tio Matou um Cara que é assinada por Caetano Veloso que emplacou nesse ano a música Você Não Me Ensinou a Te Esquecer, além de ter lançado um CD só com sucessos da música internacional como Feelings e Love me Tender. O ministro da cultura Gilberto Gil, apesar de ter diminuído o ritmo dos shows devido aos seus compromissos oficiais, acaba de lançar um CD gravado ao vivo chamado Eletroacústico com os seus maiores sucessos. Gil também promete não poupar esforços no próximo carnaval: vai desfilar em seu trio elétrico Expresso 222, no bloco Filhos de Gandhi e na escola de samba Portela. Maria Bethânia brilhou com seu projeto Brasileirinho, um disco voltado para as raízes do Brasil e que ressalta sambas e cantigas populares. A cantora teve casa cheia em todas as cidades por onde o espetáculo passou e o DVD do show é um dos campeões de venda de sua gravadora, a Biscoito Fino. Em 2004 também foi lançado o DVD Doces Bábaros que traz a apresentação dos quatros cantores em 2002. Como bem eles cantaram no DVD: Um baiano: um coco, dois baianos: dois cocos, três baianos: uma cocada, quatro baianos: uma baianada. E que baianada boa!



twitter
in Revista Quem Acontece, 04.01.2005
 
2822 registros:  |< < 274 275 276 277 278 279 280 281 > >|